Carregando...
JusBrasil - Notícias
30 de setembro de 2014

Quais os riscos da junção do álcool e cocaína?

Publicado por Vida Mental (extraído pelo JusBrasil) - 2 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

É comum ouvir relatos de usuários ou dependentes de cocaína sobre o consumo de álcool antes ou depois do uso da cocaína ou crack. A junção dessas drogas no organismo é chamada de COCAETILENO. O problema é que muitos não sabem o quão perigosa é essa mistura!

Em geral, os usuários ou dependentes de cocaína usam essa mistura por três fatores: para minimizar os efeitos desagradáveis da cocaína como suor excessivo, palpitação, dor de cabeça, tremores, ansiedade, contração muscular, na mandíbula e língua, por exemplo; pela intensa euforia provocada pela junção de ambas; e por fim, para diminuir os efeitos negativos do álcool como lentidão do pensamento e dos movimentos.

O grande problema é que essa mistura pode ser de 3 a 5 vezes mais perigosa do que cada substância separada! A junção pode resultar num prolongamento da euforia, como também em convulsões, prejuízos no fígado (local onde são metabolizadas as substâncias) e no sistema imunológico.

Como a mistura disfarça ou diminui os sintomas da cocaína, o indivíduo corre maior risco de overdose e complicações cardíacas, pois ele não percebe que já usou demais!

A hiperestimulação, a euforia e a impulsividade causada pelas drogas tornam os indivíduos mais expostos a situações de risco. É muito comum indivíduos que fazem essa mistura de drogas apresentarem comportamentos agressivos e violentos e acabarem com um processo na justiça. Profissionais da Psiquiatria Forense e Psicologia Forense podem auxiliar em casos de processos jurídicos que requerem avaliações da sanidade mental e capacidade de discernimento do indivíduo, mesmo em casos em que não envolvem grande criminosos.

É muito importante o conhecimento da ação de cada droga no organismo e da junção de duas ou mais substâncias. Esse saber pode ajudá-lo a conscientizar alguém que faz abuso ou é dependente de uma droga e costuma misturar com álcool. A informação salva vidas!

Se você conhece alguém que faz uso de drogas ou se você é uma pessoa que tem o costume de fazer uso, procure um especialista mais próximo na rede pública de saúde ou nos serviços privados. Busque ajuda e não desista! Sempre é tempo de cuidarmos de quem amamos mesmo que esse alguém seja você!

Se você quer saber mais sobre essas substâncias, no site Sanidade Mental cursos você encontrará mais informações relacionadas ao tema. Cursos que esclarecem essa e outras dúvidas sobre a dependência química, estão disponíveis no portal da Vida Mental, confira abaixo.

Hewdey Lobo Ribeiro

CREMESS 114681
Mèdico Psiquiatra Forense pela ABP
Psiquiatra - ProMulher - IPQ-HC-FMUSP
lobo@vidamental.com.br
0xx - 11- 4114 0019
0xx - 11 - 2371 7053

Aline C. Baptistão
Psicóloga - Pós Graduanda em Dependência Química
CRP: 94648/06

alibapt@hotmail.com

1 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)
Maria Tania Brito Pinheiro

Muito boa a colocação . Vou indicar pra outras pessoas que precisam muito de ajuda.

2 meses atrás Responder Reportar
Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;) Cancelar

ou

×
Disponível em: http://vida-mental.jusbrasil.com.br/noticias/3061308/quais-os-riscos-da-juncao-do-alcool-e-cocaina